Como limpar equipamentos de escalada

Como limpar equipamentos de escalada

Os equipamentos de escalada são expostos a diversos tipos de sujeiras e elementos que podem diminuir a vida útil deles. Cuidar bem dos equipos faz parte do processo da sua segurança. Onde e como você guarda é tão importante quanto como você os utiliza na rocha. Guardar equipamentos limpos, não significa deixá-los com cara de novo, apenas guardá-los em bom estado, funcionando corretamente,  livre de sujeiras, em locais arejados e longe do sol.

Muitos equipamentos têm fibras sintéticas, que se bem arejadas não ficarão com mau cheiro de suor ou qualquer outro tipo de odor provocado pela umidade. A hora certa de lavar equipamentos com fibras é quando estão muito sujos e antes de começarem a emitir odores. Vai do seu bom senso a avaliação, mas se algum companheiro de escalada reclamar de mau cheiro pode ser a hora certa para limpar. No caso das ferragens avalie se estão funcionando corretamente e se não há nenhum ruído ou resistência anormal ao manuseá-las.  

Dica Importante: Use água somente água e sabão neutro* para limpar ou desinfetar o equipamento de escalada. Lave o equipamento de escalada à mão e seque apenas na sombra. Não use máquinas de lavar ou secar.

NÃO USE:

Alvejante ou qualquer produto que contenha cloro
Álcool ou qualquer produto que contenha álcool
Evite ácidos e solventes, pois eles danificam materiais que contém fibra, como cadeirinha, corda e fitas.
Não use produtos de limpeza e desinfetantes para uso doméstico e industrial para limpar ou desinfetar o equipamentos de escalada.

*Qualquer limpador que não seja água e sabão neutro pode danificar correias, cordas ou outros equipamentos. O dano pode não ser visível.
Os danos causados ​​pela limpeza inadequada podem reduzir a resistência do seu equipamento.
A exposição dos equipamentos a produtos inadequados, como podem acontecer na hora da limpeza, do armazenamento e na própria escalada, anulam a sua garantia.

Corda

Algumas substâncias encontradas na escalada em rocha, como poeira, barro, urina, magnésio,etc., podem prejudicar a durabilidade da corda. Partículas de sujeira penetram pela capa da corda e a abrasão das fibras com estas partículas provocam um desgaste interno. Por isso, mantê-la limpa é fundamental para a sua segurança. 

Use sempre uma capa de corda para expor o mínimo possível sua corda aos diversos elementos existentes no chão. Não pise na corda, pois isso força a entrada das partículas abrasivas no seu  interior. 

Caso note muita sujeira na corda, lave-a. Lavar a corda é muito fácil. Você pode mergulhar a corda em um tanque com água ou até mesmo uma banheira. Chacoalhe a corda na água para que ela comece a soltar a sujeira, esvazie o tanque quando a água ficar turva e repita o processo umas 4 vezes ou até a água clarear. A corda sempre eliminará um pouco de tinta, por isso não espere que a água fique totalmente limpa antes de encerrar o processo. Remova o excesso de água da corda com os dedos e deixa-a estendida no varal, em ziguezague, na sombra até secar totalmente. Este processo pode durar dois dias ou mais dependendo do clima, mas seja paciente, nunca guarde a sua corda úmida. 

Beta: Caso a corda esteja muito suja, além do molho, passe os dedos por toda extensão da corda para eliminar a sujeira, como sugere o canal BetaClimbers.

  • Nunca seque a corda no sol. 
  • Não guarde a corda em ambientes muito quentes. 
  • Jamais esqueça sua corda no porta-malas do carro. 
  • Não use canetas para marcar a corda, se elas não forem para este fim, pois produtos químicos presentes na caneta podem danificá-la. 
  • Inspecione sua corda com frequência, principalmente em casos de quedas. Caso perceba algum dano na corda pode ser o caso de cortá-la ou abandoná-la. Uma corda nova pode suportar cerca de 5 á 7 quedas sérias, mas se sua corda já não é muito nova seria conveniente retirá-la de uso após uma queda bastante séria.
  • Ácidos podem danificar sua corda. Carregue sempre a lanterna, pilhas e furadeiras em compartimento separado da corda. 
  • Não guarde a corda com nós ou enrolada para não danificar as fibras

Se informe sobre substâncias que podem danificar sua corda no blog do Eliseu Frechou.

Fitas

As fitas podem ser lavadas na máquina de lavar, com um pouco de sabão neutro líquido ou esfregar com a mão. Não use escova para lavar as fitas, pois ela pode romper as fibras têxteis e danificar o produto. Jamais use  removedores de manchas nas fitas, pois isso também podem danificá-las. Lembre-se: elas precisam ficar limpas e não com cara de novas. Seque a sombra, fitas mais finas secam mais rapido que fitas mais largas. Antes de guardar certifique-se que as fitas estão secas também na parte das costuras, pois as emendas tendem a demorar mais para secar. 

Cadeirinha

A cadeirinha de escalada faz parte dos equipamentos que podem reter mau cheiro. Elas ficam muito tempo expostas ao suor e muitas vezes são esquecidas na mochila após um dia exaustivo de escalada. Para isso não acontecer o ideal são banhos de vento. Após o uso deixe-a secando a sombra, junto com as sapatilhas em um ambiente bem arejado. Você pode limpá-la com um pano úmido para remover as sujeiras mais fáceis. Caso esteja muito suja lave com água e um pouco de sabão neutro líquido, mas não deixe-a de molho e não faça muita espuma. Com um pano seco, seque bem as partes metálicas e de plástico e deixe secar na sombra. Algumas partes metálicas podem enferrujar, por isso certifique-se que toda a cadeirinha está bem seca antes de guardá-la novamente

 

Mosquetões

Os mosquetões também são expostos a muitas sujeiras. Poeira e outros elementos podem danificar o funcionamentos das roscas e gatilhos. Por isso, é sempre bom conferir o estado dos mosquetões antes de cada escalada e principalmente após uma queda. Os mosquetões devem abrir e fechar normalmente, de maneira “macia” sem ruídos e sem travar.

Limpe os mosquetões com um pano úmido. Caso estejam muito sujos lave-os com água morna e um sabão líquido neutro com ajuda de uma escova de cerdas. Deixei secar por um dia antes de passar um óleo lubrificante. Você pode usar um óleo mineral ou óleo indicado para correntes de bicicleta para lubrificar molas e pinos (consulte o óleo recomendado pelo fabricante dos seus mosquetões). Remova o excesso com papel absorvente, pois o óleo é prejudicial às cordas e fitas. Após a limpeza certifique-se que eles estão funcionando normalmente, sem ruídos e guarde-os em lugar limpo e arejado.

Betas

  • Se após a limpeza o mosquetão ainda não estiver abrindo e fechando corretamente é hora de abandonar a peça. 
  • Mosquetões tortos, amassados ou que sofreram quedas muito duras devem ser aposentados ou reutilizados para finalidades que não envolvam a sua segurança.
  • Certifique-se também que o mosquetão não tem rebarbas, pois isso poderá danificar a corda. Em alguns casos é possível lixar as pontas, mas caso não seja, aposente o mosquetão para não aposentar a corda antes da hora.

Confira o vídeo do canal TreeStuffdotcom para aprender a avaliar seus mosquetões e como fazer a manutenção de cada peça.  


Proteções Móveis

As proteções móveis acumulam sujeiras ao longo de uma temporada, dependendo do local elas podem voltar com algumas plantas e outras sujeiras presas nas castanhas. Você pode usar uma escova pequena com cerdas macias para remover sujeiras após o uso (pode ser a sua escovinha de limpar agarras). Quando sentir que as castanhas não estão se movendo livremente ou ouvir ruídos, você pode lavar com água morna e detergente neutro, com a ajuda de uma escovinha. 

Coloque água morna com sabão neutro  líquido em um balde e mergulhe as castanhas, não molhe as fitas na mesma água, laveas separadamente. Com as castanhas cobertas pela água acione o gatilho algumas vezes, depois utilize uma escova para remover sujeiras impregnadas na peça. Enxágue com água corrente, sempre acionando o gatilho para remover todo o sabão. Use um pano seco para tirar o excesso de água e deixe secar à sombra. Somente no dia seguinte ou depois de bem secas, passe lubrificante, o mesmo utilizado para os mosquetões. Remova o excesso de óleo com papel toalha e evite que o óleo entre em contato com a fita. 

No canal da Metolius, Beth Rodden, deu algumas dicas de como inspecionar e fazer a manutenção das proteções móveis. 

O perfil @fissuradas.br também compartilhou algumas dicas sobre limpeza e transportes das proteções para uma trip de escalada. Confira aqui.

Caso sua proteção também precisem de manutenção nos cabos de aço confira as dicas do Eliseu Frechou.


Sapatilhas de escalada

Colocar as sapatilhas de escalada para arejar, dar “banho de vento” ajuda a eliminar possíveis odores provocados pelo suor dos pés. Após o uso, limpe toda a sapatilha com uma escova seca, passe um pano úmido na sola sola e coloque-a para secar na sombra, isso vai ajudar a secar o suor da parte interna da sapatilha. Você também pode utilizar desodorante em spray (próprio para os pés) para ajudar eliminar o mau cheiro.

Confira mais dicas sobre a limpeza e cuidados com a sapatilha aqui no nosso blog

Camila Locks

Publicitária, escaladora, apaixonada pelas montanhas e responsável pela nosso MKT digital.

Deixe uma resposta